Saiba o que Renato Garrido gosta de cozinhar durante a quarentena

Há umas semanas divulgamos como é que os jogadores da UD Oliveirense estão a passar este período de quarentena devido à pandemia causado pelo vírus COVID-19, tal como pode ler aqui. O que ainda não tínhamos contado é o que os treinadores têm aproveitado para fazer. Até agora. O ainda técnico de hóquei em patins […]

0

Há umas semanas divulgamos como é que os jogadores da UD Oliveirense estão a passar este período de quarentena devido à pandemia causado pelo vírus COVID-19, tal como pode ler aqui. O que ainda não tínhamos contado é o que os treinadores têm aproveitado para fazer. Até agora. O ainda técnico de hóquei em patins da UD Oliveirense, Renato Garrido, a viver no Porto, contou ao jornal desportivo Record que se aventurou na cozinha durante as últimas semanas e tem cozinhado aquilo que é uma das suas especialidade: a francesinha, um dos pratos típicos da sua cidade.

A Francesinha de Renato Garrido© Record

“Desde que estamos em casa e temos mais tempo, aventurei-me na arte de cozinhar. Neste momento de isolamento vamos descobrindo outros talentos e formas de nos ocupar”, começa por revelar

E não se pode dizer que o também seleccionador nacional de hóquei em patins se tenha dado mal com a experiência. Em sua casa tornou-se um petisco de comer e… chorar por mais.

A francesinha é um prato típico do Porto e muito apreciado cá em casa. Durante este período de quarentena, arregacei as mangas e desafiei-me . O resultado é que toda a gente adorou. E pediram mais”, conclui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here