COVID-19. Autarquia admite ter conhecimento de óbitos, e revela que Delegado de Saúde Local recusa dar informação oficial

0

O Azemeis.NET já divulgou duas mortes (aqui e aqui) de pessoas infectadas no nosso concelho pelo vírus COVID-19. A diretora técnica do Lar Santa Teresinha, em Cucujães, confirmou a nossa notícia e ainda acrescentou mais dois óbitos em declarações ao Jornal de Notícias.

Na sequência do artigo publicado no Jornal de Notícias, a Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis emitiu um esclarecimento à população oliveirense. “A Câmara municipal esclarece os Oliveirenses que, desde o início da pandemia, publicita todos os dados que lhe são fornecidos oficialmente, pela autoridade de saúde local”, escreveu no comunicado publicado na sua página de Facebook.

No dia a seguir ao Azemeis.NET ter publicado o primeiro relato de uma morte por COVID-19 no concelho, a autarquia passou a informar em nota de rodapé que a DGS não dava informação sobre óbitos no nosso concelho.

No último comunicado a informação é mais precisa. Fala-se em recusa de divulgação de informação por parte do Diretor Regional de Saúde. “Nunca foi publicada informação sobre o número de óbitos por COVID-19 no nosso concelho, porque o Sr. Delegado de Saúde sempre se recusou a fornecer essa informação”, pode-se ler

No mesmo esclarecimento ao povo oliveirense a Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis admite ter conhecimento de alguns óbitos. “Apesar de termos conhecimento de vítimas mortais infetadas pelo vírus, não temos a confirmação oficial da causa da morte, pelo que não nos é possível cumprir com o nosso dever de informa”, lê-se.

O comunicado termina com uma última revelação: “Adicionalmente informamos os Oliveirenses que não temos dados sobre o número de infetados por freguesia, nem sobre o género e idade dos infetados”.

Entretanto, em declarações ao Jornal de Notícias, Joaquim Jorge já demonstrou o seu descontentamento pela falta de informação. “Não conseguimos saber a distribuição geográfica, a faixa etária, o género dos infetados, assim como não nos é facultado o número de óbitos. Era importante saber isso para tomar medidas direcionadas para esses focos de contágio”, lamenta. E revela que há 20 oliveirenses internados, dois deles nos cuidados intensivos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui