Universidade de Aveiro e município de Azeméis anunciam candidatura para construção de um novo Campus Universitário que terá uma “Fábrica do Futuro”

O novo Campus Universitário a ser instalado na Quinta do Comandante é Um projeto ambicioso com um valor de investimento global na ordem nos 50 milhões de euros. Está previsto a construção de novos edifícios ao lado da atual Escola Superior Aveiro Norte que contemplam, por exemplo, uma residência estudantil, um grande laboratório que já é intitulado como a "Fábrica do Futuro", e um espaço para incubadoras de startups e growups.

0
Maqueta do novo Campus Universitário  © Foto: Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis
-Publicidade-

A Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis e a Universidade de Aveiro anunciaram que estão a trabalhar na preparação de uma candidatura a fundos comunitários para a construção de um novo Campus Universitário, com dez nos efdifícios, nos terrenos da Quinta do Comandante, onde já está instalada a Escola Super Aveiro Norte da Universidade de Aveiro.

Publicidade

Já existe maqueta, como pode ver na foto no início deste artigo, o projeto é ambicioso, e tanto Joaquim Jorge, presidente da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis, como o reitor da Universidade de Aveiro, Paulo Jorge Ferreira, aproveitaram a presença do novo presidente da CCDR-Norte, António Cunha, para explicar ao pormenor os objetivos das duas instituições.

O presidente do município oliveirense destaca a pretensão da criação de “um grande laboratório de experimentação” onde se possa “no presente experimentar as tecnologias do futuro, antecipando assim esse futuro, permitindo assim que as nossas empresas possam ter neste laboratório de experimentação um conjunto de soluções tecnológicas que as preparem para o futuro, num quadro de competitividade global, onde elas estão permanentemente expostas”. É já conhecido com a “Fábrica do Futuro”.

Joaquim Jorge revela ainda que no projeto já delineado, está previsto a construção de dois edifícios dedicados a projetos de interesse estratégico regional, e avança ainda um outra novidade. No futuro os jovens estudantes ter ao seu dispor um edifício onde possam dar os seus primeiros passos no mundo empresarial através de incubadoras de startups e growups que ocuparão um edifício do futuro Campus Universitário.

Para este sonho ser concretizado será necessário um investimento de 50 milhões de euros, e o presidente da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis avança mesmo que este é um projeto para ser concretizado, e que a autarquia não irá esperar eternamente por fundos comunitários. Diz que este é um projeto que terá a envolvência do tecido empresarial do concelho, até porque, considera, que este é uma obra que desenvolverá “o aparecimento talento, conhecimento empreendedorismo, e inovação, fundamental para a modernização do nosso tecido económico”.

Veja as declarações do presidente da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis, Joaquim Jorge, clicando na tecla play “▶️” do vídeo que se segue:

Após o anúncio da candidatura, e da visita do presidente do novo presidente da CCDR-Norte às instalações da Escola Superior Aveiro Norte, o reitor da Universidade de Aveiro, Paulo Jorge Ferreira, revelou que este é um projeto que já está a ser desenvolvido há alguns anos, e que estão reunidos “ingredientes que são difíceis de reunir e que não se reúnem de um dia para o outro, nomeadamente o envolvimento político, a nível local e regional, a existência de uma Universidade com capacidade de enriquecer as empresas locais, e uma indústria muito forte e que está cheia de vontade de se valorizar por essas vias”.

Veja as declarações do reitor da Universidade de Aveiro, Paulo Jorge Ferreira, clicando na tecla play “▶️” do vídeo que se segue:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui