Tasquinha Alentejana: uma saborosa viagem pelo Alentejo profundo… com as carnes mais exóticas

O melhor da comida alentejana está em Cucujães. Na Tasquinha Alentejana, de Pedro Nobre. As entradas são logo uma boa montra, a seleção de vinhos é criteriosa, e a carne é rainha. Tem curiosidade em comer bisonte, tubarão, canguru, entre outras carnes exóticas. Este é o sítio mais do que certo.

0

A Tasquinha Alentejana é um espaço de referência na gastronomia oliveirense. É mesmo um dos melhores e mais típicos restaurantes de Oliveira de Azeméis. Fica no centro de Cucujães, sendo visitada por muita gente do norte do país, gente simples da cultura, desporto, política como se comprova nas inúmeras fotografias espalhadas pela parede, em conjunto com os adereços das touradas e touros pois o Pedro Nobre foi um orgulhoso e esforçado forcado.

Ambiente muito acolhedor e familiar onde a clientela não para de crescer, como se pode provar no aumento do espaço disponível. Em boa hora este alentejano decidiu por “amor” vir para Cucujães e com ele trazer delícias do Alentejo, região com enorme tradição na gastronomia portuguesa.

O chef Pedro Nobre apresenta um prato típico da sua Tasquinha num prato de barro © Foto: Tasquinha Alentejana

Em boa hora este alentejano [Pedro Nobre] decidiu por “amor” vir para Cucujães e com ele trazer delícias do Alentejo

José Sobral, crítico gastronómico

Quando nos sentamos percebemos logo onde estamos pois a louça de barro tradicional não deixa dúvidas que estamos numa tasca, ou melhor, uma tasca de qualidade e excelência.

Quando os enchidos chegam à mesa com um corte como só o Pedro sabe fazer, começa a nossa viagem ao Alentejo profundo. O queijo de ovelha amanteigado, o paio, a chouriça de porco preto, a orelha, o grão-de-bico, bem como o pão torrado com a alheira grelhada são alguns exemplos do que podemos encontrar.

Um exemplar de entradas à Tasquinha

Depois destas entradas gulosas o Pedro aparece a perguntar: então e para sobremesa? Temos, porco preto, javali, touro bravo, veado, carne de vaca arouquesa e por vezes umas costeletas fantásticas.

Com a grelha sempre no ponto o difícil é escolher a carne que vamos comer pois as batatas fritas, o arroz de feijão, as migas já estão prontas a deliciar os clientes, ou melhor os amigos, pois o Pedro Nobre tem em cada cliente, um amigo.

Quem quiser uma aventura pelo mundo pode sempre pedir um pouco de bisonte, canguru, crocodilo, camelo ou de tubarão, acredite que pode mesmo pedir e comer.

A carne de novilho (acompanhada de um bom vinho) é muito procurada na Tasquinha Alentejana

Importa dar nota do bom vinho Alentejano servido nas canecas de barro com muita qualidade e a um preço acessível, para além da carta de vinhos com predominância do Alentejo, como não podia deixar de ser.

A Tasquinha Alentejana por vezes organiza eventos bastante interessantes e originais, a Matança do porco, provas de vinhos, galos caseiros e um cozido à portuguesa envolvido em pão que só é servido com encomenda, mas que é uma especialidade e merece ser provado.

Os rojões caseiros também são muito bons, feitos lentamente ou seja à boa maneira Alentejana – devagar devagarinho.

Não deve deixar de experimentar as sobremesas caseiras onde se destacam a sericaia, a tarte de requeijão, encharcada, pastéis de grão e cenoura.

A Tasquinha Alentejana é merecedora de uma visita para degustarmos o bom sabor da comida Alentejana.

O Pedro Nobre é um chefe de enorme gabarito e tudo o que faz é com paixão e isso faz toda a diferença.

  • Ambiente
  • Qualidade
  • Serviço
  • Preço
4.3

Sumário

Morada: Rua Dom Egas Odoriz, n.º 94, Cucujães, 
Oliveira de Azemeis
Tipo de Cozinha: Tipicamente portuguesa
Preço Médio: 20 €/pessoa
Reserva? É recomendável fazer, pois a probabilidade de chegar lá e estar a lotação esgotada é muito grande.
Contacto: 256 892 394
Estacionamento: Fácil. Tem parque próprio

Sending
User Review
5 (1 vote)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here