Sérgio Silva : “Não é a saída que queria e tão pouco a que merecia”

Dedicou uma vida ao clube e na hora da saída deixa criticas explicitas à forma como se sentiu tratado. Sérgio Silva revela que a SAD lhe apresentou uma proposta de renovação com redução de ordenado. Desabafa que gostaria de continuar a jogar na UD Oliveirense, mas a proposta que na proposta que lhe apresentaram não esteve traduzido o respeito que merecia por toda a sua dedicação ao clube.

0
O defesa central da UD Oliveirense não conheceu outro clube ao longo da sua carreira

No mesmo dia em que se soube que o capitão da UD Oliveirense não continuaria na equipa na próxima época, Sérgio Silva escreveu um longo texto de despedida sobre os seus 16 anos de camisola da UD Oliveirense vestida ao peito, sete como profissional

“Não é a saída que queria e tão pouco a que merecia mas saio com a consciência de dever cumprido. Suei a camisola e dei tudo por este emblema que tanto respeito e amo: o único que conheci ao longo da minha carreira. Fui, sou e serei sempre Oliveirense”, começa por desabafar.

E continua, recordando momentos marcantes e a revelar que era no seu clube de coralão que gostaria de continuar a jogar: “Entre subidas de divisão e a inauguração do Estádio Carlos Osório são muitos os momentos de me ficam na memória e de que me orgulho. É o meu clube e era aqui que eu queria jogar”.

Ao terceiro parágrafo do texto emocionado que partilhou nas redes sociais, Sérgio Silva desmente o que Horácio Bastos disse entrevista a um jornal desportivo, e confirma aquilo que tínhamos escrito na notícia onde relatávamos a saída do capitão. O jogador recebeu uma proposta da UD Oliveirense para continuar a jogar, mas com valores abaixo do que seria expectável. “Confirmo que me foi feita uma proposta de renovação mas por valores ainda inferiores aos que auferi na época que agora termina. A minha contraproposta, com um pequeno reajuste, foi rejeitada de imediato pelo clube. Esclareço que nunca pedi que me duplicassem ou triplicassem o salário porque sei bem a realidade do clube. Sou o primeiro a perceber as dificuldades e a dar a cara à luta nos momentos mais difíceis mas sou profissional de futebol e acredito que, com a minha entrega a cada treino e a cada jogo, mereci o respeito e consideração que infelizmente não estiveram traduzidos na proposta que me foi feita”, informa.

(…) mereci o respeito e consideração que infelizmente não estiveram traduzidos na proposta que me foi feita

Sérgio Silva

E conclui: “Saio com tristeza mas deixo bons amigos a quem agradeço por estes anos fantásticos que passei no clube a quem devo tudo. Obrigado aos adeptos e a quem me ajudou ao longo destes anos. Espero voltar um dia e serei sempre mais um a sofrer por fora.
Até já.”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here