Luís Silva, o novo comandante dos bombeiros de Fajões, promete dedicação, empenho e lealdade

O novo comandante dos bombeiros voluntários de Fajões já tomou posse numa cerimónia que decorreu no quartel dos bombeiros de Fajões. O presidente da autarquia oliveirense, Joaquim Jorge, diz que "há uma dívida de gratidão que terá de ser paga por todos nós através do carinho e do apoio que todos temos a obrigação de demonstrar às nossas corporações de bombeiros".

0
Tomada de posse de Luis Silva, comandante dos bombeiros de Fajões

Luís Silva tomou posse como novo comandante dos bombeiros voluntários de Fajões durante uma cerimónia que decorreu na noite de quinta-feira, dia 5 de junho, quartel da corporação na presença de entidades oficiais, Direção, elementos do corpo ativo de bombeiros, familiares e amigos.

O novo comandante prometeu dedicação, empenho e lealdade, garantindo que desenvolverá um “trabalho conjunto de ambas as partes com o objetivo comum de fortalecer o corpo de bombeiros” melhorando a sua organização, a formação ministrada, os veículos e equipamentos, as instalações e a resposta operacional.

Ricardo Fernandes, presidente da Direção, destacou o trabalho desenvolvido desde 2016 do qual realçou a requalificação e ampliação do quartel, a entrega de equipamentos de proteção individual, mais capacidade de resposta e motivação e o aumento das ferramentas no planeamento e gestão das operações.

Ao novo comandante pediu que faça tudo ao seu alcance “em prol do bem-estar do corpo de bombeiros”.

O presidente da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis, Joaquim Jorge, considerou o momento uma “data importante para a corporação” aproveitando a oportunidade para agradecer o “trabalho extraordinário” realizado pelas duas corporações de bombeiros do concelho no contexto da pandemia COVID-19.

Há uma dívida de gratidão que terá de ser paga por todos nós através do carinho e do apoio que todos temos a obrigação de demonstrar às nossas corporações de bombeiros

Joaquim Jorge, presidente da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis



“Há uma dívida de gratidão que terá de ser paga por todos nós através do carinho e do apoio que todos temos a obrigação de demonstrar às nossas corporações de bombeiros”, disse o edil.

Para o novo comandante, Joaquim Jorge desejou o “maior sucesso” no comando operacional apesar da tarefa difícil mas estando certo de que contará com a capacidade do corpo ativo, do apoio da Direção e dos órgãos sociais.

Da parte da Câmara, o edil disse que poderá contar com a “sua disponibilidade permanente colocando todos os meios disponíveis para o ajudar numa missão que antevemos complexa mas também com grande sucesso”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here