PS domina no concelho, Helga Correia eleita, e Bruno Aragão à espera de Pedro Nuno Santos

0

O Partido Socialista venceu as eleições Legislativas‘ 2019 em Oliveira de Azeméis com 39,9% dos votos (13 529), contra os 36,6% do Partido Social Democrata (10 841 votos). O Bloco de Esquerda foi o terceiro partido mais votado com 3 438 votos (o que corresponde a 10%), o CDS-PP ficou em quarto lugar ao conseguir 4,6% dos votos (1562 votos).

Uma das curiosidades destas eleições é que em Oliveira de Azeméis, o PAN (Partido-Animais-Natureza) conseguiu ser a quinta força mais votada no concelho ao conseguir reunir 1079 votos (3,1%), ficando mesmo à frente da CDU, que apenas consegui amealhar 719 votos (2,1%). Como curiosidade refira-se que na União de Freguesias de Nogueira do Cravo e Pindelo o PAN chegou mesmo a ser o quarto partido mais votado (105 votos – 3,5%).

No campeonato dos partidos pequenos, o RiR, liderando por Tino de Rans, foi o mais votado. Reuniu 297 votos (0,7%) ficando à frente de partidos que conseguiram eleger um deputado à Assembleia da República como é o caso da Iniciativa Liberal que no nosso concelho teve 263 votos (0,8%), o Livre (193 votos que equivale a 0,6%) e Chega (184 votos; 0,5%).

O Partido Socialista foi a força a política que mais crescimento teve relativamente às eleições Legislativas de 2015 (+9,5%), e no lado inverso o PSD teve a maior queda (-6,6%). De realçar, como se pode ver no gráfico, que o PAN foi o segundo partido que mais cresceu (+2.2%).

O crescimento do PS traduziu-se na vitória em nove das 12 de freguesias do concelho de Oliveira de Azeméis, conseguindo alterar o mapa político do concelho quando comparado com 2015, tal como, de resto, aconteceu a nível nacional. As imagens que se seguem demonstram bem estas mudanças.

20152019

O PSD consegui sair vitorioso nas freguesias de Fajões, Carregosa e Loureiro. A vitória mais expressiva foi mesmo na freguesia de Loureiro onde os sociais-democratas conseguiram obter 43,18% dos votos (816), contrastando com os 31,6% (588) do Partido Socialista.

Do lado do Partido Socialista, a maior margem vitoriosa no concelho aconteceu em Cucujães. Obteve 48,6% dos votos (2 561), contra os 24,4% do PSD (1286).

Olhando para a abstenção, o concelho de Oliveira de Azeméis teve abaixo da média nacional (45,5%). A taxa de abstenção no nosso concelho ficou-se pelos 43,3%. A freguesia de Carregosa foi onde uma maior percentagem da população cumpriu o seu dever cívico (a taxa de abstenção ficou-se pelo 36,8%), e do lado oposto está a União de Freguesias de Pinheiro da Bemposta, Travanca e Palmaz, onde a abstenção foi de 49,5%.

Helga Correia (PSD) reeleita como deputada, e Bruno Aragão (PS) à espera que Pedro Nuno Santos vá para o Governo

Sem grandes surpresas a deputada oliveirense Helga Correia foi reeleita para mais um mandato de quatro anos na Assembleia da República. O terceiro lugar na lista do PSD por Aveiro davam garantias que Oliveira de Azeméis continuaria com representatividade no Parlamento, o que veio realmente a acontecer – o PSD elegeu seis deputados pelo círculo eleitoral por Aveiro, menos dois do que 2015.

A imagem pode conter: 1 pessoa, a sorrir, a caminhar, em pé e ar livre
Helga Correia, do PSD, foi reeleita para cumprir mais um mandato de quatro anos na Assembleia da República

A deputada reeleita usou as redes sociais para renovar o seu compromisso. “Tendo sido reeleita renovo o meu compromisso: – defender, lutar e continuar a ser a voz de todos os oliveirenses na Assembleia da República”, escreveu.

Entretanto, o crescimento do PS no distrito de Aveiro (venceu com 34,31% dos votos, contra 33,55% do PSD), e a vitória do partido liderado por António Costa a nível nacional, faz com que Bruno Aragão tenha a porta de Assembleia da República entreaberta. Mas terá de esperar um pouco para se confirmar aquilo que para já não passa de uma teoria… muito real.

Passando a explicar. Bruno Aragão concorreu às eleições Legislativas no 8.º lugar da lista do PS por Aveiro, liderada por Pedro Nuno Santos, e os socialistas conseguiram eleger sete. Mas na altura de formar Governo, é mais do que certo que António Costa volte a chamar para o Governo Pedro Nuno Santos que se deve manter como Ministro das Infraestruturas. É notório que Pedro Nuno Santos é uma aposta clara de António Costa que num futuro próximo há-de abrir-lhe o caminho para a liderança do Partido Socialista.

A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas em pé e fato
Bruno Aragão (à direita) tem as portas da Assembleia da República entreaberta. Só tem de esperar que Pedro Nuno Santos (à esquerda) seja chamado por António Costa para a sua equipa de Governo

Conclusão: é certo que quando no final deste mês todos os deputados eleitos forem todos chamados a marcar presença na Assembleia da República, Bruno Aragão ficará em casa a ver o novo Parlamento a se formado, mas assim que António Costa ganhe legitimidade para formar novo Governo, e Pedro Nuno Santos seja chamado para a sua equipa, é a altura de Bruno Aragão entrar em ação.

E assim serão boas notícias para o concelho de Oliveira de Azeméis, que voltará a ser representado por dos deputados no parlamento português.

AZEMÉIS.NET é uma magazine digital (criada em agosto de 2019) pensada em promover o que de melhor se faz em Oliveira de Azeméis. É um projeto que olha para o nosso concelho, e a nossa gente, pela positiva e que quer puxar pelo orgulho oliveirense. Procuraremos ser a pegada digital para demonstrar que Azeméis é realmente vida... e que somos vivos!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here