Grupo Simoldes. Exportação começa com a encomenda de um norte-americano que estava em Azeméis e tinha perdido um molde

0

A exportação dos produtos produzidos representa atualmente 95% dos negócios do Grupo Simoldes, e E tudo começou com uma encomenda de um norte-americano que estava em Oliveira de Azeméis e tinha perdido um molde. Estados Unidos da América e Suécia foram os os dois primeiros países para onde a Silmoldes começou a exportar. Isto ainda antes da empresa oliveirense ter-se mudado, em 25 de abril de 1974, para as novas instalações na Zona Industrial de Oliveira de Azeméis, onde ainda hoje está instalada a sede do grupo (o edifício da Simoldes Aços).

A história foi partilhada por António Rodrigues, presidente do Grupo Simoldes, em entrevista para um dos episódios da série de documentários, exibido na RTP “Fabrico Internacional” que pode (re)ver logo no topo do artigo.

“Tivemos a feliz sorte de um dia aparecer um americano à procura de um molde que andava perdido, e ele bateu à nossa porta. Eu não arranhava nada de inglês, mas tinha um funcionário que tinha o 12.º ano no curso da Escola Comercial e arranhava minimamente o inglês, e foi através desse funcionário que começámos a ganhar contactos e ele começou a dar-nos os primeiros moldes”, contou.

Já muito se sabe e se escreveu sobre os primórdios daquela que é uma das grandes empresas do concelho de Oliveira de Azeméis e se tornou ao longo nos tempos na empresa líder mundial na área dos moldes, mas há histórias que ainda até hoje eram desconhecidas como é o caso dos primórdios da exportação do Grupo Simoldes.

O apresentador Jorge Gabriel foi o mestre na condução do documentário transportando os telespectadores numa viagem desde a fundação da Simoldes Aços, em 1959 – António Rodrigues tinha apenas 17 anos – até aos dias de hoje. São apresentados factos históricos, os milhões de euros que o negócio gere, e dá para sentir o corropio dos bastidores do maior grupo de moldes mundial e que pertence está no top-50 do Mundo na área dos plásticos. São entrevistados peças chaves na máquina do grupo. António Xará, diretor dos Recursos Humanos; Amadeu Luís, chefe de produção, falam sobre os bastidores desta grande empresa oliveirense; Manuel Alegria, Diretor de Tecnologia e primeiro engenheiro. Este último revela duas de características de António Rodrigues que levaram a empresa ao sucesso. “Dono que não tinha espírito de patrão, e tinha duas características muito importantes: comunicativo e flexível”.

“Nunca esqueci como vivi. Nunca deixei de ser igual a eles [funcionários]. Sinto-me uma peça da máquina “

António Rodrigues, presidente Grupo Simoldes

Neste documentário há também emoção. Toda a gente reconhece que a humildades é uma das principais características do empresário António Rodrigues. É o quinto homem mais rico do país, mas os 1038 milhões de euros em património não foram suficientes para que algum dia se deslumbrasse.

“Nunca esqueci como vivi. Nunca deixei de ser igual a eles. Eu sinto-me uma peça da máquina. Não sou mais do que eles”, revelou o empresário não conseguindo deixar de transparecer as emoções que estava a sentir. António Rodrigues começou a trabalhar no sector dos moldes aos 14 anos. Até essa altura nunca tinha tido contacto com a área. A única experiência era o trabalho nos campos da freguesia de Ul, levado pelas mãos dos avós.

A dimensão e história do grupo Simoldes
resumida em números

  • 2 Número de países que marcaram a estreia da internacionalização da Simoldes: EUA e Suécia
  • 3 quilogramas. É o peso de um Micro Molde produzido pelo grupo.
  • 5 pessoas deram o início ao negócio. António Rodrigues foi convidado pelo avô para se juntar ao tio, da mesma idade, para formarem o negócio, juntando-se ainda mais dois funcionários da antiga empresa do atual presidente do Grupo
  • 14 anos. Idade com que o presidente do grupo, António Rodrigues, começou a trabalhar na área dos moldes
  • 25 abril de 1974: data de inauguração das instalações da Simoldes Aços na Zona Industrial de Oliveira de Azeméis
  • 32 é o número de fábricas que o tem atualmente espalhado por 9 países
  • 40 foi o número de funcionários que a empresa tinha quando se deu a mudança de instalações
  • 90 toneladas. É o peso dos moldes
  • 95% Percentagem dos produtos exportados
  • 97% Percentagem dos produtos destinados ao ramo automóvel
  • 110 milhões de euros. Faturação em 2019 da divisão de moldes
  • 700 milhões de euros. Faturação em 2019 da divisão de plásticos
  • 1959, 3 de fevereiro. Data de fundação da Simoldes Aços, a primeira empresa do Grupo. Em 2020 está a festejar o 60.º aniversário
  • 6000 (cerca de…), é o número de funcionários que trabalham atualmente no Grupo Simoldes

Este documentário foi marcado pela emoção. Rui Paulo Rodrigues , filho de António Rodrigues, que exerce o cargo de vice-presidente do Grupo Simoldes, relembrou que foi o pai que o levou para a empresa para ir vendo como era o mundo, e resumiu aquilo que foi o caminho trilhado pelo progenitor. “Teve a ambição e o arrojo de fazer passar [a empresa] de uma pequena ferramentaria regional para a dimensão de que é hoje a Simoldes globar. Teve uma visão fantástica e para isso nunca esqueceu o filho que tinha”, afirma Rui Paulo Rodrigues sem conseguir esconder a emoção e as lágrimas no rosto.

AZEMÉIS.NET é uma magazine digital (criada em agosto de 2019) pensada em promover o que de melhor se faz em Oliveira de Azeméis. É um projeto que olha para o nosso concelho, e a nossa gente, pela positiva e que quer puxar pelo orgulho oliveirense. Procuraremos ser a pegada digital para demonstrar que Azeméis é realmente vida... e que somos vivos!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here