Exposição ‘Mutatis’ em imagens e explicada pela autora Ana Sousa

0

Até ao próximo dia 28 de setembro, a Galeria Municipal Tomás da Costa, instalada no Parque da Cidade de Oliveira de Azeméis, tem patente a exposição de quadros e acrílicos da autoria de Ana Sousa intitulada ‘Mutatis’. Este nome surge, segundo informação divulgada pela galeria, “porque a artista transforma materiais em formas, figuras humanas ou natureza que por sua vez assumem uma dupla identidade”, sendo “um processo de metamorfose constante”.

Estivemos na inauguração da exposição, e mostramos três dos quadros que mais se destacam nesta exposição com a respectiva explicação da autora.

Escolhas’

“É uma tela em acrílico. O primeiro nome para esta tela era ‘Opções’, mas ‘Escolhas’ é um tema mais popular e foi este que ficou. Cada pessoa escolhe o que quer ser. Por vezes as pessoas não conseguem escolher o género que quer ser. Nesta pintura um homem tem as duas metades da cara diferentes. Assim pode escolher quando quiser a que mais condiz condigo bastando tapar uma das metades”

‘Aconchego’

“É um óleo sobre tela. O que está na imagem é um dragão marinho a dar aconchego a uma seria. É um animal estranho, e o significado deste quadro é que por vezes o aconchego de que que necessitamos vem de um onde menos esperamos”.

Calúnia

“É a coisa mais terrível que pode existir. E quando se levantam calúnias sobre pessoas destrói qualquer um”

Sobre a autora

Ana Sousa nasceu no Porto no ano de 1964. Iniciou cedo o seu percurso artístico. Após ter terminado a sua formação na Escola de Artes Decorativas Soares dos Reis, começou uma carreira na área dos metais decorativos como cinzeladora. No entanto, a pintura fez desde sempre parte integrante da sua vida, explorando diferentes técnicas e materiais, desde a aguarela, óleo, acrílico e pastel seco, entre outros. A sua identidade de artista tem como característica os jogos de luz-sombra e as cores vibrantes, os temas de sua preferência são a figura humana, os animais e o mar que tantas vezes transforma em seres fantásticos.
Desde 2010 que a cerâmica faz parte do seu currículo, tendo feito certificação nesta área em 2017 no Centro de Formação para a Indústria Cerâmicas Caldas da Rainha (CENCAL). Possui um leque abrangente de conhecimentos na área da cerâmica, da olaria à escultura e cria peças que vão desde as mais tradicionais, como à transformação da forma de onde nasce a cerâmica contemporânea. Na decoração das peças brinca com os vidrados, engobes e técnicas mistas. Também aqui se reflete a sua paixão pela natureza. Ao longo do seu percurso já participou em diversas exposições coletivas, duas exposições individuais e inúmeras feiras de artesanato com trabalho ao vivo.

Onde e quando pode ver esta exposição

Galeria Tomás Costa
Morada: Rua Dr. Ernesto Soares dos Reis – O. Azeméis
Horário: segunda e sábado: das 9h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30; terça a sexta: das 9h00 às 18h00

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here