José Godinho de Sousa está afastado das lides de futebol, mas mostra que continua atento ao fenómeno e a tudo o que se passa ao seu seu redor. O ex-presidente da UD Oliveira lidera um grupo de 15 ex-dirigente de clubes de futebol que consideram que Pedro Proença é o responsável pela atual “situação danosa” do futebol profissional, e por isso pedem a demissão do presidente da Liga Profissional de Futebol Profissional.

A notícia é avançada pela agência Lusa que teve acesso a um documento pelo 15 ex-dirigentes que defende que “ultimamente, tem-se assistido a um gradual e inusitado degradar da imagem da Liga Portugal, muito por responsabilidade dos titulares dos seus órgãos estatutários, designadamente o Exmo. Senhor Presidente da Liga Pedro Proença, o qual, tendo sido eleito Presidente da Liga Portugal em 2015, conseguiu ao fim de quatro anos, em 2019, ser reeleito para novo mandato até 2023”.

Mais: “A sua atuação, como titular daquele órgão, tem revelado um autêntico, contínuo e reiterado desrespeito pelas mais elementares normas jurídicas, estatutárias e regulamentares, conduzindo a Liga Portugal para a completa descredibilidade e inusitado desprestígio, quer institucional, nas suas relações externas com terceiros, quer internamente, nas relações com associados, demais órgãos e funcionários“.

Recorde-se que a Liga Portugal liderada por Pedro Proença decidiu que o campeonato da II Liga, onde está a UD Oliveirense, não voltaria a competir ao contrário dos clubes da I Liga que tem recomeço de campeonato marcado para o dia 3 de junho.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here