Estação de Cucujães irá transformar-se num albergue ao peregrino. Investimento de € 250 mil

A nova resposta aos peregrinos dos Caminhos de Santiago trará visibilidade e notoriedade à freguesia de Cucujães. O presidente da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis considera ainda que esta será um oportunidade de requalificar um equipamento que está em muito mau estado.

0

A estação de comboios de Couto de Cucujães – cuja degradação é bem visível na foto que publicamos – irá transformar-se num albergue ao peregrino. Até ao final do mês a Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis terá de entregar ao Governo um projecto de requalificação da estação de comboio Couto Cucujães com vista a dar resposta aos peregrinos dos Caminhos de Santiago. Cucujães faz parte da rota Caminhos de Santiago e por isso a freguesia é elegível para se candidatar ao projecto lançado pelo Governo “há duas semanas”.

Caso seja uma realidade, Joaquim Jorge considera que esta resposta aos peregrinos trará visibilidade e notoriedade à freguesia de Cucujães, ao mesmo tempo que há a oportunidade de requalificar um equipamento degradado.

“A estação está parcialmente degradada, está em muito mau estado, e nós queremos transformar a estação num albergue de peregrinos porque estamos precisamente na rota dos peregrinos, e teríamos aqui uma resposta que seria importante para a freguesia, para dar notoriedade, para dar visibilidade, para dar notoriedade e ao mesmo tempo teremos a oportunidade de requalificar um equipamento degradado que, e esta é a minha opinião que resulta da verificação do estado e a degradação de outras estações por esse país fora, a IP [Infraestruturas de Portugal] não vai seguramente requalificar”, constata Joaquim Jorge.

Dai terem feito protocolos com os municipio e ter o interesse em entrgar o direito de superfície a estas estações para os mais diversos fins, têm feito contractos com municipios, têm feito contratos com privados.

Na opinião do líder da autarquia oliveirense “esta é uma resposta importante para os nossos peregrinos”. E ficou autorizado que na última reunião de executivo camarário que esta obra poderá começar já este ano. O executivo camarário aprovou a introdução da requalificação da estação de comboio de Couto de Cucujães no PPI [Plano Plurianual de Investimento]. Segundo informação avançada por Joaquim Jorge, o executivo camarário reservou uma verba de 250 mil euros para investir neste equipamento. Por isso, é muito provável que as obras comecem ainda durante este ano.

Feitas as contas, o município vai investir ainda 50 mil euros dos seus cofres. Isto porque as candidaturas para a apresentação de projectos de requalificação de albergues para os peregrinos – “abertas há duas semanas” – atribuem uma valor máximo de 200 mil euros para cada candidaturas, com 80% de fundos comunitários, revelou.

Autarquia pode ficar com a licença de superfície das estações de Cucujães e Oliveira de Azeméis

Além das obras de requalificação na estação de Couto Cucujães, a autarquia já está a negociar com as Infraestruturas de Portugal a possibilidade de os terrenos das estações de comboio de “Couto e Cucujães e também de Oliveira de Azeméis” passarem a ser propriedade da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis.

Em relação à estação de Couto Cucujães, o negócio ainda na está concluído porque a Câmara Municipal terá de apresentar o projecto sobre as alterações que quer proceder. “Uma das exigências da IP para a entregar o terreno é a proteção do canal ferroviário”, informa o Presidente da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here